Central de Atendimento

     11 2214 7381
     11 2943 9523

O Policarbonato

O Policarbonato

O policarbonato é um plástico de engenharia, utilizado nas mais diversas áreas: automobilística, arquitetura, indústria, medicina entre outras. É um material de alta transparência e resistência a impactos. Mais leve que o vidro, pode ser curvado a frio e tem proteção contra raios ultravioleta.

O policarbonato é indicado para coberturas e fechamentos que exigem iluminação natural, pois seu nível de transparência chega a 89%. Por sua alta resistência a impactos (em média 250 vezes superior à do vidro e trinta vezes maior que a do acrílico), é recomendado para cobrir áreas externas como gazebos, jardins de inverno, varandas, garagens, estufas e piscinas.

Por possuir proteção contra os raios UV, as coberturas de policarbonato possuem maior vida útil do que as telhas de fibra de vidro ou PVC, pois não amarelam e não perdem a transparência.  

Resultante da reação entre derivados do ácido carbônico e o bis-fenol, o policarbonato é muito utilizado em coberturas devido a sua transparência e resistência.
As telhas de policarbonato propiciam diversas sugestões decorativas ao ambiente, pois permite a utilização em coberturas com formas e curvaturas sem nenhuma emenda.

 

As telhas de policarbonato são leves, resistentes ao impacto e proporcionam maior aproveitamento da luz natural.
São oferecidas em perfis ondulados e trapezoidais.

As chapas de policarbonato podem ser classificadas como telhas devido aos seus formatos semelhantes às telhas de aço galvanizado, telhas de alumínio e as telhas de fibrocimento e podem compor telhados, coberturas e fechamentos verticais com a combinação desses outros materiais.

Existem três tipos de chapas de policarbonato no mercado: as compactas, as alveolares e as refletivas    ( melhor eficiência térmica). Na escolha do produto para aplicação principalmente em coberturas, deve-se levar em conta, principalmente, fatores como a luminosidade e o conforto térmico, além do efeito estético e o preço.

Geralmente as coberturas de policarbonato estão disponíveis nas cores: cristal, bronze, branco leitoso e fumê. Alguns tipos também são oferecidos em verde e azul. É bom lembrar que as cores escuras, como o bronze e o fumê, têm menor índice de luminosidade e conseqüentemente transmitem menos calor quando utilizadas em coberturas.

 

As placas de policarbonato alveolar se assemelham a uma colméia e têm a aparência visual do vidro canelado.
Nas cores cinza, verde, azul, bronze, transparente e branco leitoso todas com proteção contra os raios ultravioleta.

 

As placas de policarbonato compacta são como o vidro liso. Nas cores cinza, verde, azul, bronze, transparente e branco leitoso todas com proteção contra os raios ultravioleta.

 

Transparência e luz natural


Para ter uma boa cobertura transparente e aproveitar os benefícios da luz natural sem os inconvenientes de um indesejado efeito estufa e raios UV, é consultar especialistas dessa área e seguir algumas recomendações abaixo:
Uma quantidade maior de luz é sempre bem-vinda, mesmo em regiões mais ensolaradas. Coberturas translúcidas integram o meio ambiente interno com o externo.
Para um bom resultado final, as coberturas de policarbonato devem ser instaladas em posição estratégica ou com cor adequada a bloquear uma parcela de calor do sol. As coberturas transparentes melhoram a luminosidade dos ambientes, fazendo com que espaços menores pareçam mais amplos e ambientes mais frios tornem-se mais quentes.
Instalar coberturas de policarbonato transparentes em um país tropical como o nosso, requer muita atenção. É importante que as coberturas de policarbonato sejam bem dimensionadas, para não criar efeito  estufas.

 

 

Conceito


Segundo a Morfologia das Estruturas (do Grego: Morfo = Forma, e Lógia = Estudo), as coberturas são estruturas que se definem pela forma, observando as características de função e estilo arquitetônico das edificações. As coberturas têm como função principal a proteção das edificações, contra a ação das intempéries, atendendo às funções utilitárias, estéticas e econômicas. Em síntese, as coberturas devem preencher as seguintes condições:

a)    funções utilitárias: impermeabilidade, leveza, isolamento térmico e acústico;
b)    funções estéticas: forma e aspecto harmônico com a linha arquitetônica, dimensão dos elementos, textura e coloração;
c)    funções econômicas: custo da solução adotada, durabilidade e fácil conservação dos elementos.

Para a especificação técnica de uma cobertura ideal, o profissional deve observar os fatores do clima (calor, frio, vento, chuva, granizo, neve etc.), que determinam os detalhes das coberturas, conforme as necessidades de cada situação.
Entre os detalhes a serem definidos em uma cobertura, deverá ser sempre especificado, o sistema de drenagem das águas pluviais, por meio de elementos de proteção, captação e escoamento, tais como:

a)    detalhes inerentes ao projeto arquitetônico: rufos, contra-rufos, calhas, coletores e canaletas;
b)    detalhes inerentes ao projeto hidráulico: tubos de queda, caixas de derivação e redes pluviais.

Todos os direitos reservados © Criativa Coberturas Trends - Agência SEM